Bem-vindo à Norópolis

Phil Cohran (EUA)

Lendário nome da Sun Ra Arkestra, Phil Cohran faz apresentação solo no teatro do Sesc Belenzinho em SP e traz suas peças musicais, além de fazer incursão à poesia negra de Paul Laurence Dunbar.

Phil Cohran - frankiphone, zither, harpa, cornet e voz
28 de junho - sábado - 21h  
29 de junho - domingo - 18h
Sesc Belenzinho (teatro): Rua Padre Adelino 1000, Belenzinho (10 minutos a pé do metrô Belém); São Paulo/SP
$8 / $20 / $40
Kelan Philip Cohran nasceu em Oxford/ Mississipi, em 1927 e cresceu em St. Louis/ Missouri. Tocava trompete em bandas lideradas por Jay McShann no início de 1950, e depois em uma banda da Marinha dos EUA. Fez parte da Sun Ra Arkestra como trompetista, mas logo mostrou interesse por instrumentos de cordas, como zithers (tipo de cítaras) e harpa. Com a Arkestra, Phil aparece em cinco discos entre 1959 e inicio dos anos 60, entre eles o álbum Angels and Demons at Play.  Em 1961 Cohran opta for permanecer em Chicago e não seguir com a Sun Ra Arkestra para New York.

Quatro anos depois ele participou da formação da AACM (Association for the Advancement of Creative Musicians) em Illinois, e montou o grupo Artistic

Heritage Ensemble
com Pete Cosey, futuros membros do Earth, Wind and Fire, o percussionista "Master" Henry Gibson, entre outros.

No início de sua carreira, Phil Cohran inventou um instrumento que ele chamou de Frankiphone. Também conhecido como "harpa espacial", pode ser ouvido em alguns dos primeiros álbuns do Sun Ra e em seus próprios registros, como o clássico disco On the Beach (1968). O instrumento é uma espécie de kalimba eletrificada.

Os filhos de Cohran compõem o grupo Hypnotic Brass Ensemble (oito, dos nove membros da banda).